Instituto Mundo Fisio

Informações

Um falso alimento saudável é a popular barrinha de cereal, que muita gente carrega no bolso e come como lanche da manhã ou da tarde. A barrinha tem cara de boa moça devido à baixa dose calórica e por ser uma boa fonte de fibras. Até aí, tudo bem. Você precisa ficar atento, porém, ao tipo de barra que compra. Basta dar uma conferida rápida no rótulo das embalagens e checar se o produto não tem muito açúcar, sódio e gorduras saturadas. É bom também que você escolha um produto sem muitos conservantes.

Com o inverno se aproximando e o friozinho dando as caras em diversos lugares do Brasil, a sopa de pacotinho, aquela em pó, parece ser uma boa pedida para quem quer ter uma janta mais leve, certo? Errado! Se você é hipertenso, é bom descartar esse tipo de alimento, que tem valores altos de sódio. Se não é, o ideal é consumir moderadamente.

E se, por acaso, você tem o costume de comprar bebidas indicadas para quem pratica esporte, tome cuidado! Elas contêm grandes quantidades de potássio e sódio e servem para quem pega pesado na academia, na corrida, na natação. Se você não é o mais esportista de todos, não precisa ingerir esse tipo de bebida, e, se está acima

do peso, nada de matar a sede com esses produtos, hein! A não ser que você não se incomode por ganhar uns quilinhos extras…

E se o seu café da manhã é composto por pães multigrãos, cuidado com outra cilada! Muitas vezes esses produtos são fabricados com grãos refinados, que acabam não sendo mais ou menos saudáveis do que o pão normal. O negócio é ficar sempre de olho nas informações nutricionais dos produtos que você consome – elas não estariam ali se não fossem importantes!

E antes que você saia por aí dizendo que nada mais faz sentido, que é impossível ter uma vida saudável e que a solução é comprar um quilo de chocolate, calma! Ser saudável e manter o peso pode ser muito mais fácil do que você imagina!

 

O ideal é manter uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos integrais (de verdade), muita água e, claro, é importante comer a cada três horas e em pequenas quantidades – assim você não vai ter aquela fome monstruosa na hora do almoço ou do jantar. Se puder, não deixe de praticar alguma atividade física pelo menos três vezes por semana. E, se ainda está difícil, talvez esteja na hora de você procurar um nutricionista e pedir ajuda.”

Fonte: Você Sabia